A VARICELA E A HERPES ZOSTER

Por Unknown - junho 19, 2015


A varicela, mais conhecida como catapora é uma doença infantil relativamente branda. A taxa de mortalidade é muito baixa e normalmente está associada a complicações como encefalites ou pneumonias. Quase metade das mortes acontecem os adultos.


Fonte: http://aventuranacapital.blogspot.com.br/
Varicela em adulto causado pelo Herpesvírus tipo 3
A varicela resulta da infecção inicial pelo herpesvírus varicela zoster ou herpesvírus humano tipo 3. 
A doença é adquirida quando o vírus entra no trato respiratório, e a infecção se localiza nas células da pele dentro de cerca de duas semanas após a infecção. A pele infectada apresenta lesões vesiculares com duração de 3 a 4 dias. Durante esse período, as lesões se enchem de pus, se rompem e formam crostas antes de cicatrizarem. Elas são concentradas principalmente na face, na garganta e nas costas, mas também podem ocorrer no peito e nos ombros e em todo o corpo.

Como todos os herpesvírus, uma das características do vírus varicela zoster é sua habilidade de permanecer latente dentro do organismo. Os vírus varicela zoster latentes se localizam nos gânglios da raiz dorsal, próximos à espinha. Mais tarde, e até possivelmente décadas depois de entrar em latência, o vírus pode ser reativado onde pode causar um novo episódio de infecção viral na forma de herpes zoster.

No Brasil no período entre 2000 a 2013 foram notificados 7.113 casos de varicela, a região Nordeste notificou o maior número com 2097 (29,4%) dos casos, seguindo a região Sudeste com 1.794 (25,2), enquanto a região Centro oeste notificou apenas 993 (13,9%). Foram registrados neste mesmo período 1.503 casos de óbitos por varicela com ou sem outras complicações, com destaque na faixa etária de 1 a 4 anos com 587 (39,0%).

HERPES ZOSTER
Vesículas similares àquelas produzidas durante a varicela, porém, localizadas em áreas distintas. Essas lesões tipicamente são distribuídas ao redor da cintura embora lesões faciais e na parte superior do peito e das costas também possam ocorrer. 

Fonte:http://herpesgenitalelabial.com/herpes-labial/
Herpes Labial causado pelo Herpesvírus simples
O herpes zoster é simplesmente uma forma clínica diferente do vírus que causa a varicela – diferente porque o paciente, já tendo tido catapora, apresenta imunidade parcial ao vírus. 

Os vírus do herpes simples (HSV, de Herpes Simplex Vírus) podem ser divididos em dois grupos identificáveis, HSV-1 e HSV-2. 

O HSV-1 é transmitido principalmente pelas vias orais ou respiratórias, e a infecção normalmente acontece na infância. O HSV-1 normalmente permanece latente no gânglio do nervo trigêmeo, que faz a comunicação entre a face e o sistema nervoso central. A recorrência pode ser ativada por eventos como exposição excessiva à radiação ultravioleta do sol, problemas emocionais e mudanças hormonais associadas à menstruação. 

A infecção com frequência é subclínica, mas muitos casos levam ao desenvolvimento de lesões conhecidas como herpes labial. Essas lesões são dolorosas, formadas por vesículas de curta duração que ocorrem próximas à margem vermelha dos lábios.

Um vírus bastante similar, o HSV-2, é transmitido principalmente pelo contato sexual. Ele é o agente causador usual do herpes genital. O HSV-2 se diferencia do HSV-1 por sua constituição antigênica e por seus efeitos em células cultivadas. O vírus fica latente no gânglio do nervo sacral, localizado próximo à medula espinal, uma localização diferente do HSV-1.






Referência/fonte
TORTORA, Gerard J; FUNKE. Berdell R; CASE, Christine L. Microbiologia. ed. 10. Porto Alegre: Artmed, 2012.

Portal da Saúde. Situação epidemiológica. Disponível em: http://portalsaude.saude.gov.br/index.php/o-ministerio/principal/leia-mais-o-ministerio/776-secretaria-svs/vigilancia-de-a-a-z/varicela-herpes-zoster/11497-situacao-epidemiologica-dados.

  • Compartilhe:

VEJA TAMBÉM

0 comentários