Notícias de Última Hora

CÁLCULO BILIAR



O QUE É?
Cálculo biliar, a famosa pedra na vesícula consiste em pedras que se formam na vesícula biliar, órgão localizado no lobo inferior direito do fígado onde a bile se concentra e de onde é lançada sob a influência de um hormônio intestinal.
O fígado fabrica a bile, um líquido amarelado com 85 a 95% de água, que contém, principalmente, colesterol (não relacionado ao do sangue), lecitina e ácidos biliares.

COMO SURGE?
A bile flui do fígado para o duodeno (primeira porção do intestino delgado) no qual ajuda na digestão dos alimentos. Uma parte da secreção biliar, no trajeto, primeiramente, entra na vesícula, sofrendo um processo de concentração.

Quando algum componente da bile sofre uma modificação química ou de quantidade, pode acontecer a formação e a precipitação de microcristais, na grande maioria das vezes, dentro da vesícula biliar. Estes vão crescendo pelo acúmulo de novas camadas podendo alcançar milímetros a centímetros de diâmetro.

Quando a comida sai do estômago para o intestino, a vesícula sofre uma contração reflexa, liberando a bile lá concentrada. Essa contração e o conseqüente fluxo biliar podem mobilizar os cálculos. Esses podem trancar no caminho, logo na saída da vesícula ou no primeiro e fino canal de drenagem, chamado de cístico.

Menos freqüentemente, o cálculo tem dificuldade de passar no canal seguinte, de maior diâmetro, conhecido por colédoco. Esse traz a bile que vem do fígado e segue até o duodeno, terminando num tipo de válvula, a Papila de Vater, na qual também a pedra pode ficar impactada.

QUAIS OS SINTOMAS?
Os sintomas são dor intensa do lado direito superior do abdome que se irradia para a parte de cima da caixa torácica ou para as costelas. A dor normalmente aparece meia hora após uma refeição, em alguns casos são assintomáticos e ainda de vir ou não acompanhada de febre, náuseas e vômitos.

CAUSAS
As principais causas são:  dieta rica em gorduras e carboidratos e pobre em fibras, diabetes, obesidade, hipertensão.

TRAMAMENTO
O tratamento pode ser feito com o uso de produtos naturais (tratamentos alternativos), medicamentos (para dissolver as pedras) ou através de cirurgia para a retirada da vesícula (colecistectomia).

FONTE: https://hmsportugal.wordpress.com/tag/vesicula/





Referência/fonte

http://www.pedranavesicula.com.br/