BIOQUÍMICA DOS AMINOÁCIDOS

Por Unknown - abril 21, 2015

Os aminoácidos, também denominados de peptídeos, representam a menor unidade elementar na constituição de uma proteína. São moléculas orgânicas formadas por átomos de Carbono (C), Hidrogênio (H), Nitrogênio (N) e Oxigênio. Estruturalmente, são formados por um grupamento carboxila (COOH), um grupamento amina (NH2), um radical, que determina um dos vinte tipos de aminoácidos, e um átomo de hidrogênio ligados a um carbono alfa.
A cadeia lateral é quem vai definir os 20 tipos de aminoácidos existentes e vai variar quanto a forma e a carga.
Veja abaixo os 20 tipos de aminoácidos:

Os aminoácidos vão ser classificados em essenciais e naturais.

AMINOÁCIDOS NATURAIS
Também chamados de aminoácidos não essenciais, são produzidos pelo próprio organismo. O organismo animal é capaz de produzir apenas 12 dos 20 aminoácidos existentes na natureza, devendo os demais serem retirados da alimentação. Já os vegetais são capazes de produzir os 20 aminoácidos.
Aminoácidos que  o organismo animal produz:
> Glicina, Histidina, Alanina, Asparagina, Serina, Glutamina, Cisteína, Prolina, Tirosina, Ácido Aspártico, Ácido Glutâmico e Arginina.

AMINOÁCIDOS ESSENCIAIS
São os aminoácidos que os animais não conseguem produzir, mas são obrigatórios na fabricação das proteínas, portanto devem ser retirados dos alimentos.
Aminoácidos que o organismo animal não produz:
> Fenilalanina, Valina, Triptofano, Treonina, Lisina, Leucina, Isoleucina e Metionina.

A formação de uma proteína se dá pelo encadeamento de vários aminoácidos através de ligações peptídicas, ligadas através do grupo amina e o grupo carboxila. O  RNAr (ribossomo) percorre o filamento de RNAm (mensageiro), e realiza a leitura dos códons, acrescentando gradativamente os aminoácidos transportados pelo RNAt (transportador) na cadeia polipeptídica, vai então surgindo uma proteína.


Uma ligação peptídica é uma ligação química que ocorre entre duas moléculas quando o grupo carboxila de uma molécula reage com o grupo amina de outra molécula, liberando uma molécula de água ( H2O ). Isto é uma reação de síntese por desidratação que ocorre entre moléculas de aminoácidos.
Veja a ilustração a seguir:

                            


A sequência dos aminoácidos na proteína determina a forma da mesma e, consequentemente, a sua função, ou seja, para o bom funcionamento orgânico é necessário um coordenado e eficiente processo de tradução. Um único erro durante a síntese proteica pode acarretar disfunções ou deficiências ao organismo, como é o caso da anemia falciforme (hemácias em forma de foice) em razão da substituição de um aminoácido, o ácido glutâmico por uma valina.




Referências/fonte
Amabis, José Mariano. Biologia. Volume 1. Editora Moderna.

  • Compartilhe:

VEJA TAMBÉM

0 comentários